Jurgen Klopp acredita que os proprietários do Liverpool permanecerão firmes e se recusarão a vender Philippe Coutinho para o Barcelona, ​​mas admite que qualquer decisão não é dele.

Os vermelhos estão lutando para manter o meia brasileiro depois de rejeitar um pedido de transferência do jogador na sexta-feira.

O Press Association Sport entende que Coutinho, que esteve de fora no empate de 3-3 na estreia da Premier League contra o Watford neste sábado devido a um problema nas costas, pediu  para sair do clube  via e-mail. O pedido foi recusado.

Mesmo depois de receber o pedido de Coutinho, Klopp não pensa que o FSG possa alterar sua posição.

Perguntado se o pedido de transferência mudou alguma coisa, o treinador alemão disse: "Você precisa perguntar ao clube. Eu não vi o clube hoje - essas pessoas. Você precisa perguntar-lhes.

"Mas acho que não, porque acho que está claro o que o clube, o FSG, disse sobre isso".

Klopp, cuja equipe sofreu o empate nos últimos minutos em Vicarage Road, disse que a decisão cabe a FSG e ele teria que aceitar qualquer resultado.

"Posso dizer algo que é talvez uma coisa mais importante", acrescentou Klopp.

"Como técnico de um clube de futebol eu tenho patrões, e se os patrões decidirem, por exemplo, apenas em termos gerais, que vamos vender um jogador ou não, então eu tenho que aceitar.

"Se eles não o vendem, então não estou envolvido mais. Sou responsável por todos os jogadores, não apenas por um, dois ou três.

"Não posso dizer nada sobre isso. A única coisa é que eu trabalho com os jogadores que tenho - é o que eu sempre estou fazendo ".

Sobre a partida, o alemão respondeu: 

"No futebol, faz sentido ser realmente autocrítico e é isso que somos, é claro, mas, no final, se você fizer tudo na primeira rodada, não pode esperar a perfeição", explicou o técnico do Liverpool, Jurgen Klopp, falando ao site oficial do clube. "Você tem que lutar por um resultado, você tem que usar as oportunidades que você cria e tem que aceitar algumas coisas neste dia, mas usá-lo para o próximo jogo e tentar trabalhar em cima disso".

"Isso pode acontecer na primeira rodada, temos que nos adaptar a essas coisas", pensou Klopp, sem parecer totalmente convincente. "Fomos sem direção no primeiro tempo, muito melhor no segundo. Sim, jogamos futebol, bom, mas não levou a nada ".

"Nós tivemos nossos momentos na primeira metade, três ou quatro boas chances, isso é suficiente para um jogo fora? Eu diria que sim, precisamos estar felizes com isso ".

"Às vezes você tem menos e você precisa estar feliz com isso. Temos um ponto e aguardo o momento em que iremos se sentir melhor. Eu vi muitas coisas boas e agora temos que nos preparar para o próximo jogo ".