Após relatos contraditórios nesta sexta-feira, agora foi amplamente divulgado que Philippe Coutinho solicitou oficialmente sua saída de Liverpool.

Inicialmente, a Sky Sports afirmou que o Coutinho entregou uma solicitação de transferência após a declaração "definitiva" do grupo Fenway Sports sobre seu futuro, pela manhã.

Mas isso foi rapidamente rejeitado por várias fontes próximas ao clube, incluindo James Pearce, do Liverpool Echo.

No entanto, agora foi transmitido por uma variedade de jornalistas confiáveis, como o Paul Joyce do Times e o Chris Bascombe do Telegraph, que Coutinho, de fato, pediu para sair.

Pearce revelou que Coutinho solicitou sua transferência por e-mail por volta das 1 da tarde, mas Joyce informa que o clube rejeitou.

O Liverpool já recusou propostas de £ 72 milhões e £ 90,4 milhões do Barcelona.

Isso pode revelar-se uma última tentativa do meio-campista de forçar uma saída, e o momento não poderia ser pior.

Os vermelhos estão atualmente em fase final de preparação para a estreia da Premier League contra o Watford no sábado, e Coutinho estará de fora devido a uma alegada lesão nas costas.

Coutinho assinou um novo acordo de cinco anos com os Reds em janeiro, sem cláusula de venda, garantindo que o clube esteja em uma posição forte caso opte por negociar.

Mas se acabarem vendendo, terão apenas três semanas para encontrar um substituto, e falando a Sky Germany na quinta-feira, Jurgen Klopp enfatizou que seria a hora errada para isso.

"Hoje, nenhum jogador do planeta é intocável", explicou.

"Mas uma transferência também é uma questão de tempo e se você tiver a oportunidade e a necessidade de reagir a essa transferência.

"Também você precisa perguntar, se terá tempo de reagir. Mas só por um pedido de um clube, não precisamos pensar sobre isso. Nós não estamos nessa situação ".