Os Reds foram a Stratford neste sábado à noite na Ilha da Rainha, procurando prolongar sua sequência vitoriosa para três jogos, após as vitórias por 3 x 0 em casa diante de Huddersfield Town e Maribor.

O time de Jurgen Klopp respondeu bem, indiscutivelmente, ao seu pior desempenho da temporada diante do Tottenham, e uma viagem ao London Stadium proporcionou um desafio relativamente simples.

Slaven Bilic, sob pressão de demissão, estava ansioso para garantir três pontos vitais para impulsionar os Hammers na tabela da Premier League, mas o croata entrou no fim de semana sem uma série de jogadores-chave.

Com um West Ham, fora de forma e desesperado, em um estádio que os vê lutar desde que se mudaram  em 2016, o Liverpool não tomou conhecimento e a viagem dessa vez a capital  valeu a pena.

Como grande surpresa antes do jogo, Sadio Mane iniciou entre os 11 num time que vinha com três mudanças, com o senegales fazendo sua primeira partida desde 01 de outubro.

Demorou um tempo para que Mane atingisse seu ritmo, particularmente dada a mudança de Klopp do sistema para um fluido 4-2-3-1, mas quando se envolveu, todos perceberam a sua presença.

O Liverpool atropelou o West Ham e somou a segunda vitória consecutiva na Premier League, encostando na zona de classificação para a próxima Uefa Champions League. O placar de 4 a 1 ainda ficou pequeno perto da boa atuação dos Reds, no estádio Olímpico, em Londres.

O time de Klopp somou 19 pontos e igualou Chelsea, quarto colocado, e Arsenal, quinto colocado, na classificação. Os rivais têm jogos neste domingo e podem se distanciar. 

Os gols do Liverpool foram marcados por Salah, duas vezes, Matip e Chamberlain. O West Ham descontou com Lanzini.

O JOGO

O primeiro gol do Liverpool foi marcado aos 21 minutos do primeiro tempo. No lance, Mané avançou do campo de defesa, serviu Salah, no lado direito da área. O cmaisa 11 recebeu livre de marcação e finalizou na saída de Hart para abrir o marcador.
Dois minutos depois saiu o segundo gol dos Reds. Salah bateu escanteio à meia altura pela esquerda, Noble tentou cortar e mandou contra o próprio gol. Hart espalmou, mas, no rebote, Matip só teve o trabalho de empurrar a bola para o fundo do gol.

Aos 10 minutos do segundo tempo, o West Ham diminuiu. Ayew levantou a bola na área, Gomez não cortou e Lanzini dominou, conseguindo na sequência encobrir Mignolet para diminuir o placar.

A resposta do Liverpool foi bem rápida. Aos 12, fez o terceiro. Firmino deu uma bela assitência para Chamberlain na direita da área. O jogador recebeu e bate cruzado. Hart fez a defesa, mas, no rebote, o próprio Chamberlain mandou para as redes.

Aos 30, o Liverpool colocou um ponto final no jogo. Mané avançou pelo meio, sofreu a falta, mas continuou na jogada. Levantou a cabeça e serviu Salah na esquerda da área. O camisa 11 dominou e bateu cruzado no canto esquerdo, sem chances para Hart!

WEST HAM x LIVERPOOL

West Ham (3-4-2-1) Hart; Reid, Kouyate, Ogbonna; Fernandes, Obiang, Noble, Cresswell; Ayew, Lanzini; Chicharito. 

Liverpool (4-2-3-1) Mignolet; Gomez, Matip, Klavan, Moreno; Wijnaldum, Can; Oxlade-Chamberlain (Lovren), Salah, Mane (Milner); Firmino (Solanke).

Gols

Salah 21′ (assist – Mane)
Matip 24′ (no assist)
Lanzini 55′ (assist – Ayew)
Oxlade-Chamberlain 56′ (assist – Firmino)
Salah 75′ (assist – Mane)

BASE JOGO ESPN BR