>

Nesta quarta, às 15h45, o Liverpool enfrentou o Manchester City no Etihad Stadium em jogo de volta válido pelas quartas de final da Liga dos Campeões da UEFA. Fora de casa, os Reds venceram a partida por 2 a 1, com gols do Mohamed Salah e Roberto Firmino. Gabriel Jesus descontou para os Citizens. Com o resultado, o Liverpool avançou para as semifinais da Liga dos Campeões da UEFA pelo placar agregado de 5 a 1, pois o jogo de ida terminou com a vitória da equipe inglesa por 3 a 0.

De acordo com as informações publicadas no site “ZeroZero”, o Liverpool quebrou o recorde do maior número de gols marcado por um time inglês na história da Liga dos Campeões da UEFA. Com o gol marcado pelo Roberto Firmino aos 77 minutos do segundo tempo, os Reds chegaram aos 33 gols na temporada de 2017-2018. O Liverpool ultrapassou o Manchester United do Sir Alex Ferguson que fez 32 gols na temporada de 2002-2003. A marca atingida pela equipe do Jurgen Klopp mostra o poderio ofensivo do time que tem o Mohamed Salah, Roberto Firmino e Sadio Mané. Na atual edição da Liga dos Campeões, o time possui o melhor ataque com 33 gols, à frente do Paris Saint-Germain (27 gols) e Real Madrid com 25 gols.

</p

Jurgen Klopp, técnico do Liverpool, comentou na coletiva de imprensa sobre a classificação do Liverpool para a fase seguinte. “Estamos nas semifinais da Liga dos Campeões e devemos desfrutar esse momento com os torcedores, pois faz tempo que os Reds não passam por isso. Pelo o que aconteceu nas duas partidas, creio que merecemos passar de fase. Marcamos cinco gols no Manchester City e sofremos um. Sem dúvida, sabia que podíamos ganhar do City. Isso não significa que somos melhores que ele. O Barcelona, Bayern de Munique e Real Madrid tem ganhado a Liga dos Campeões da UEFA nos últimos 20 anos. O Liverpool não tem ganhado nada, mas estamos nas semifinais, o que me deixa muito contente”.

Pep Guardiola, técnico do Manchester City, elogiou o Liverpool e comentou sobre o rendimento do time nas quartas de final. “Em primeiro lugar, eu quero parabenizar o Liverpool, que tem um bom time e é comandado por um treinador fantástico. Eles podem representar a Inglaterra bem nas semifinais da Liga dos Campeões. Começamos muito bem em Anfield, mas tomamos três gols. Sofremos muitos riscos ao deixar três jogadores na defesa e tendo muitos jogadores no ataque. Criamos muitas chances, mas não é fácil quando eles têm dez homens atrás. Não é fácil reverter o placar de três gols. Fizemos um gol no jogo de ida, mas não podemos marcar mais. Voltaremos mais fortes na próxima edição da Liga dos Campeões”.

Líder do Grupo E, que tinha o Maribor, Sevilla e Spartak Moscou, o Liverpool ficou em primeiro lugar com 12 pontos. Foram três vitórias e três empates. Além disso, o time teve o melhor ataque com 23 gols. Isso se deve as goleadas contra o Maribor e Spartak Moscou por 7 a 0. Nas oitavas de final, a equipe cruzou o caminho com o Porto. Sem problema, os Reds atropelaram a equipe portuguesa por 5 a 0 no jogo de ida e administraram a vantagem na partida de volta que terminou empatado em 0 a 0. Nas quartas de final, o time encarou o Manchester City e derrubou um dos favoritos para ganhar a Liga dos Campeões da UEFA.

Por Rodrigo Souza / Torcedores.com