O atacante Sadio Mané ajudou Senegal a se garantir em sua primeira Copa do Mundo desde 2002, ao vencer a África do Sul na última sexta-feira por 2 a 0, mas voltou a se contundir a serviço de seu país. Uma lesão muscular fez com que fosse liberado mais cedo pelo departamento médico senegalês para retornar ao Liverpool, nesta segunda-feira.

Mané havia sofrido uma lesão muscular na rodada anterior das Eliminatórias Africanas para o Mundial da Rússia, contra Cabo Verde, em outubro. Por isso, desfalcou o Liverpool em cinco partidas. Mesmo assim, foi convocado novamente e atuou diante da África do Sul, quando voltou a sentir a lesão.


“Obviamente, é uma preocupação que a lesão muscular tenha voltado à pauta e será essencial para nós monitorarmos e administrarmos isso nos próximos dias. Neste estágio, ainda não vimos o Sadio para avaliar a extensão com propriedade, mas o que está claro é que teremos que ver de perto isso no resto da semana e nos assegurar de que estamos sendo cuidadosos com ele”, declarou o técnico Jürgen Klopp ao site do Liverpool.

Com o anúncio desta segunda, Mané se tornou desfalque para o segundo duelo contra a África do Sul, que fecha as Eliminatórias Africanas nesta terça. Ele será reavaliado nos próximos dias para saber se pode retornar aos gramados já no sábado, quando o Liverpool recebe o Southampton pelo Campeonato Inglês.

“Neste momento, tudo que posso dizer com certeza é que vamos avaliar o Sadio assim que ele aterrissar no país e tomaremos decisões sobre qual tipo de tratamento e recuperação dará a ele a melhor chance de estar de volta em forma e forte para as partida importantes que teremos”, apontou o treinador.

ISTO É