O Chelsea recuperou de uma desvantagem de dois gols para garantir um ponto contra o Liverpool, atingido por Covid, em um clássico da Premier League em Stamford Bridge, que pouco fez para as esperanças de ambos os lados de perseguir o líder Manchester City.

O Liverpool abriu uma vantagem de dois gols quando Sadio Mane, aproveitou o erro de Trevoh Chalobah para contornar Edouard Mendy antes que Mohamed Salah abrisse com frieza seu 16º Premier gol da temporada no campeonato.

O Chelsea não se importou com a decisão de Thomas Tuchel de dispensar o atacante Romelu Lukaku por comentários feitos na mídia italiana, quando Mateo Kovacic fez um voleio de 20 metros e Christian Pulisic, que tinha uma chance de ouro logo no início, desviou o passe de N'Golo Kante. Caoimhin Kelleher.

Os Reds, sem o técnico Jurgen Klopp, o goleiro Alisson, o zagueiro Joel Matip e o atacante Roberto Firmino por causa do isolamento de Covid, tiveram as melhores chances de vencer no segundo tempo, mas Mendy frustrou o chip de 35 jardas de Salah e um chute de Mane, enquanto Kelleher defendeu com perfeição de Pulisic.

O empate mantém o Chelsea em segundo lugar na tabela, 10 pontos atrás do City, enquanto o Liverpool está um ponto atrás, em terceiro, mas com um jogo a menos para os dois lados acima deles.

FICHA TÉCNICA

Chelsea: Mendy; Chalobah, Silva, Rudiger; Azpilicueta, Kante, Kovacic, Alonso; Pulisic, Mount, Havertz

Liverpool: Kelleher; Alexander-Arnold, Konate, Van Dijk, Tsimikas; Fabinho, Henderson, Milner (Keita 69′); Salah, Mane (Jones 90′), Jota (Oxlade-Chamberlain 69′)

GOLS

Mane 9′ Salah 26′ (Alexander-Arnold) Kovacic 42′ Pulisic 45+1