Após uma atuação sofrível, dois substitutos combinaram-se para produzir o gol da vitória antes do apito final para derrotar o Monterrey.

Virgil van Dijk não foi nomeado pelo Liverpool pela primeira vez nesta temporada em outro jogo que não na Copa da Liga, com o zagueiro influente descartado por um resfriado. Jordan Henderson fez parceria com Joe Gomez na zaga, enquanto James Milner e Andy Robertson completaram uma defesa improvisada totalmente britânica. Ademais, Klopp poupou vários titulares, enquanto Keita e Funes Mori marcaram e Alisson trabalhou bastante.

Com a vitória o Liverpool chegou à final do Mundial de Clubes pela primeira vez desde 2005, graças a um gol de Firmino, que veio do banco, nos últimos instantes. Os Reds chegaram à segunda final da Copa do Mundo de Clubes da Fifa, tornando-se o primeiro time inglês a chegar à final da competição duas vezes. Os campeões europeus avançam para a final de sábado contra o Flamengo, que derrotou o time saudita Al-Hilal na primeira semifinal de ontem. 

O Liverpool esteve longe de ser dominante, mas, como de costume, foram clínicos, em uma temporada em microcosmo. Foi um aviso aos comandados de Klopp que embora o Mundial não seja a prioridade, se a equipe não manter o mínimo nível de intensidade e foco, é uma equipe totalmente batível. Que venha o Flamengo! 

GOLS

Keita 12′ (assist: Salah)
Funes Mori 13′
Firmino (90+1′) (assist: Alexander-Arnold)

LIVERPOOL 2X1 MONTERREY

Liverpool: Alisson; Milner (Alexander-Arnold 74′, Gomez, Henderson, Robertson; Lallana, Keita, Oxlade-Chamberlain, Shaqiri (Mane 68′), Salah, Origi (Firmino 85′)

Monterrey: Barovero; Medina, Montes (Layun 79′), Sanchez, Vangioni; Rodriguez, Ortiz; Pabon (Meza 82′), Pizarro (J Gonzalez 90′), Gallardo, Funes Mori