O atual campeão, o Liverpool, voltou às vitórias na Premier League com uma recuperação árdua sobre o Sheffield United neste sábado (24), em Anfield.

Substituindo o zagueiro Virgil van Dijk, o meio-campista do Liverpool, Fabinho, concedeu uma grande penalidade aos 13 minutos por uma falta sobre Oliver McBurnie na entrada da área, permitindo que Sander Berge entrasse em campo após uma revisão do VAR.

Apesar de o Liverpool enfrentar uma forte oposição, Roberto Firmino converteu o tiro de Sadio Mane, quatro minutos antes do intervalo, e um cabeceamento de Diogo Jota completou a reviravolta no meio do segundo tempo.

Depois de dois jogos sem vitória no campeonato, incluindo a surpreendente derrota por 7-2 para o Aston Villa, a equipe de Jurgen Klopp chegou ao topo da tabela ao lado do rival Everton, de Merseyside, que enfrenta o Southampton no domingo.

O gol decisivo de Jota surgiu dois minutos depois de um belo remate de Mohamed Salah, após cruzamento de Trent Alexander-Arnold, ser eliminado por VAR por impedimento, enquanto Salah foi impedido pela trave no final do jogo.

O United continua sem vitórias e com um único ponto após seis jogos, mas ofereceu ao técnico Chris Wilder um grande incentivo, mesmo sem conseguir uma vantagem de 2 a 0 quando o goleiro do Liverpool, Alisson, salvou o excelente voleio de Ben Osborn.

Uma atuação no máximo mediana, mas que em uma temporada louca e inédita, dá o impulso necessário para seguirmos em frente.

FICHA TÉCNICA

Liverpool: (4-2-3-1) Alisson; Alexander-Arnold, Fabinho, Gomez, Robertson; Henderson, Wijnaldum; Jota (Milner 83′), Firmino (Minamino 83′), Mane; Salah

Sheff United: Ramsdale, Basham, Egan, Ampadu, Baldock, Lundstram (McGoldrick 76′), Berge, Osborn, Stevens, McBurnie, Brewster (Burke 54′)

GOLS

Berge 13′ (penalty)Firmino 41′Jota 64′ (assist: Mane)