O Liverpool está considerando suas opções enquanto enfrenta a disponibilidade de Fabinho e Alisson Becker neste fim de semana.

A dupla corre o risco de perder a viagem de sábado a Watford devido à sua participação na última rodada das eliminatórias para a Copa do Mundo na América do Sul.

Faltam menos de 36 horas entre o término da partida do Brasil contra o Uruguai na madrugada de sexta-feira de manhã, horário do Reino Unido, e o início do jogo da Premier League em Vicarage Road, que começa às 12h30 de sábado.

Embora a dupla voe de volta para a Europa em um jato particular imediatamente após a partida, ainda assim haverá pouco tempo para os preparativos para a viagem a Vicarage Road.

Fabinho, em particular, dificilmente começaria.

Mas como Alisson é goleiro, há uma chance maior de que o envolvimento dele não atrapalhe o trabalho já feito pelo restante do time antes da partida.

Em declarações na quarta-feira, Fabinho admitiu que não esperava que ele ou Alisson estivessem disponíveis contra o Watford.

O meio-campista indicou que o Liverpool está avaliando a opção de a dupla voar direto para a Espanha antes do jogo da fase de grupos da Liga dos Campeões, na terça-feira, no Atlético de Madrid.

No entanto, o ECHO entende que enquanto isso está sendo considerado, no momento a dupla deve retornar do Brasil à Inglaterra.

Uma decisão final ainda não foi tomada.

Tendo visitado os países da lista vermelha Venezuela e Colômbia durante a pausa internacional, Fabinho e Alisson terão que participar de uma quarentena sob medida de 10 dias, durante a qual eles serão liberados uma vez por dia para treinar e jogar.

E o Liverpool espera que isso inclua permitir que os dois jogadores viajem para o exterior para o jogo da Liga dos Campeões, como parte da "bolha" em que o time do Reds continua atuando.

Do contrário, voar com a dupla diretamente para a Espanha significaria que eles poderiam permanecer no país até o final da próxima semana antes de retornar à Inglaterra, negando assim a necessidade de quarentena nessas, já que mais de 10 dias terão se passado desde que eles estavam em um vermelho país da lista.