O "maior arrependimento" do Liverpool foi sua ruína, pois não conseguiu superar a desvantagem de 3-1 contra o Real Madrid na Liga dos Campeões, tornando essencial uma classificação entre os quatro primeiros.

Depois de uma exibição mansa em Madrid no duelo de ida, os Reds saíram das armadilhas à procura de perturbar o Real logo no início de Anfield, mas a falta de compostura antes do gol fez com que não conseguissem capitalizar.

O empate em 0-0 viu o Liverpool ser eliminado da Champions League nas quartas-de-final e, atualmente, em sexto lugar na Premier League, ainda não há garantias de que estará na competição da próxima temporada.

Mas para Gini Wijnaldum, os Reds podem se inspirar na forma como se apresentaram na quarta-feira à noite, já que pretendem somar o máximo de pontos nos sete jogos restantes.

“Hoje tudo estava lá: uma boa atuação e a forma como jogamos em campo, jogo de posição, contra-pressão, criando oportunidades”, disse ele à LFCTV.

“Mas uma coisa não estava lá, eram os gols.

“[O desempenho] ​​vai nos dar esperança. Isso é o que temos que fazer, permanecer confiantes e apenas trabalhar duro para tentar levar esta temporada a um bom final. ”

Ele acrescentou: “O maior arrependimento que temos agora [é] que perdemos a primeira mão. Os gols que definimos tornaram ainda mais difícil fazer o trabalho hoje.

“Isso é a Champions League, você joga contra bons times e quando você joga da maneira que estávamos jogando lá você é punido, e foi isso que aconteceu conosco.”