A lista de lesões não é uma boa leitura para o Liverpool até agora nesta temporada, mas houve sinais promissores em Kirkby na terça-feira para Sadio Mane, Jordan Henderson e James Milner.

Jurgen Klopp tem contado as baixas ultimamente, principalmente no meio-campo e sem dúvida teria ficado bagunçado quando Mane e Hendeson voltaram mais cedo do serviço internacional.

O primeiro viu um problema na costela forçar sua saída, enquanto o capitão sofreu uma "pequena lesão" em sua partida de 90 minutos pela Inglaterra, mas ambos foram avistados em Kirkby na terça-feira.

A participação de Mane na sessão principal é um grande incentivo, já que as dúvidas surgiram sobre suas chances de jogar contra o Arsenal, que teria deixado os Reds sem o número 10 e o lesionado Roberto Firmino.

E faltando quatro dias para o retorno da ação doméstica, Henderson também estava em campo completando uma sessão individual para aumentar as esperanças de que ele irá aumentar as opções de meio-campo de Klopp.

A disponibilidade do capitão o faria se juntar a Thiago, Fabinho e Alex Oxlade-Chamberlain como possíveis titulares contra os Gunners, com Milner não muito longe de se juntar a eles.

O veterano estava trabalhando com a bola longe do grupo principal em uma indicação de que não está muito longe, depois de ter falhado os últimos quatro jogos do Liverpool devido a uma lesão no tendão da coxa.

Notavelmente, nem Curtis Jones nem Naby Keita estiveram presentes com Klopp e companhia nesta terça-feira, em um grupo que contou com a presença de jogadores da academia ao lado de rostos seniores que não viajaram para representar seu país.

Os jovens Melkamu Frauendorf, James Norris, Jarell Quansah, Mateusz Musialowski e Max Woltman juntaram-se a Tyler Morton, Kaide Gordon e Marcelo Pitaluga no grupo da primeira equipe.

Nos próximos dias, o grupo será reforçado por aqueles que retornaram de suas missões internacionais, mas a forma de Andy Robertson permanece incerta depois que ele saiu de campo na vitória da Escócia na noite de segunda-feira.